quinta-feira, 10 de março de 2016

A Bíblia Condena A Corrupção

Viana Visão

Muito lentamente tento o retorno de ser útil, tenho viajado muito para tentar conciliar o pensamento.
Mas quanto mais viajo, sinto nojo no trajeto das estradas esburacadas, do moribundo Brasil. Hoje mais do que nunca, doente  desacreditado, e  debilitado moralmente. Como de costume, levo sempre algo que  possibilite saciar o habito da leitura. Já tive a honra de conhecer, o nobre escritor e filósofo Dom Marcos Barbosa II... Tive a sorte de encontrar, o mal cronico que está matando o moribundo Brasil... Essa terrível doença, chamada corrupção parece não ter remédio... Até biblicamente ela é amaldiçoada, mas contra todas as evidencias, ela resiste até nos meios religiosos... Será que vão inventar uma nova oração para combater a epidemia moral? que mata a credibilidade do enfermo Brasil... Dom Marcos meus sinceros agradecimentos, por está preciosa realidade literária... Que descreve de forma tão evidente o mal cronico do nosso doente Brasil...                                                 
                              A BÍBLIA E A CORRUPÇÃO
Começando pelo velho testamento, no livro de ESDRAS (cap. 9-11) a corrupção já era condenada nos seguintes termos: “Os quais ordenaste por intermédio de teus servos, os profetas, dizendo: A terra em que estais entrando para possuí-la, é uma terra imunda pelas imundícies dos povos das terras, pelas abominações com que, na sua corrupção, a encheram duma extremidade à outra”.  Águas Lindas também está mergulhada na corrupção eleitoral e se você for um desses eleitores corruptos, preste atenção, pense, medite e faça orações ou rezas para que o verdadeiro Deus te oriente na hora do voto. Veja aqui o que OSÉIAS (cap. 5-2) fala sobre a corrupção entre os que fazem oposição também: “Os revoltosos se aprofundaram na corrupção; mas eu os castigarei a todos eles”.  Este versículo está dizendo que Deus não perdoa a corrupção também nos opositores, que denunciam os erros dos outros, mas só porque gostariam de estar no lugar deles fazendo igual ou pior. No nosso meio, na oposição, também existem políticos corruptos. O eleitor precisa ter discernimento para separar o joio do trigo. Em ATOS (cap. 2-31), está escrito: “Prevendo isto, Davi falou da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no hades, nem a sua carne viu a corrupção.” No mesmo livro, cap. 13, verso 35 diz “Pelo que ainda em outro salmo diz: Não permitirás que o teu Santo veja a corrupção.” Também no cap. 13 verso 37, revela: “Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção experimentou.” Mas será que só Jesus Cristo tem capacidade moral e espiritual de ser incorruptível? Nós temos que seguir o exemplo!
Na carta aos CORINTIOS (cap. 5-8) o apóstolo Paulo faz a seguinte comparação: “Pelo que celebremos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.” Já no capítulo 15-50 afirma: “Mas digo isto, irmãos, que carne e sangue não podem herdar o reino de Deus; nem a corrupção herda a incorrupção.” Paulo continua condenando a corrupção na epístola aos Gálatas 6-8: “Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”.
O apóstolo e filósofo TIAGO no capítulo I versículo 27 de sua carta aos cristãos, ensina: “A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta:"Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo”. São PEDRO em sua segunda carta, no capítulo I verso 4 explica: “pelas quais ele nos tem dado as suas preciosas e grandíssimas promessas, para que por elas vos torneis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo.” E acrescenta no capítulo 2 verso 12: "Mas estes, como criaturas irracionais, por naturezas feitas para serem presas e mortas, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção,” e conclui com chave de ouro no versículo 19: “... prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção; porque de quem um homem é vencido, do mesmo é feito escravo... Autor: Dom Marcos Barbosa II.